Fiquei com o coração partido vendo uma cena bem diante de mim: um pai olhando o celular e o filho pequeno fazendo de tudo para chamar sua atenção. O menino pulava, dançava e de vez em quando puxava uma das pernas da calça do pai. O olhar para o celular refletia pouco interesse no filho e muito pelo aparelho. Alguns minutos se passaram e então ele resolveu fazer um pequeno escândalo chamando a atenção do pai. Furioso o pai o repreendeu, mas finalmente olhou para o menino. E aí parece que ele entendeu o que o filho precisava. Guardou o celular no bolso e começou a brincar com o menino. Os olhos do menino brilhavam, agora ele estava radiante, feliz e aparentemente satisfeito com a atenção que o pai lhe dava. De certo modo o mesmo acontece conosco em relação a Deus, mas, incrivelmente, é Ele, o pai, que tenta chamar a nossa atenção. Estamos tão distraídos e focados em outras coisas que não percebemos o olhar amoroso do Pai querendo se relacionar conosco. Ele tenta de todas as formas nos convidar para uma conversa pessoal através da oração, mas estamos muito ocupados com outras coisas. Ele nos chama para um aconselhamento pessoal através da Bíblia mas não temos tempo. Ele faz derramar seu amor por nós, mas não damos a mínima importância. Então, por amor, Ele nos chama a atenção de maneiras que não conseguiremos negar nosso olhar. Um problema. Uma crise. Algo sério o bastante para olharmos para os céus e clamarmos: “Senhor, por favor, me ajude.” Não espere Deus chamar sua atenção… esteja aberto e livre para atender seus chamados com a atenção que Ele merece. Ele sempre fará de tudo para nutrir um relacionamento pessoal com você. Nesse momento mesmo Ele está chamando a sua atenção…

6+