Guilherme Gimenez: Pastor, Professor, Teólogo e Maratonista

Mês: setembro 2020 (Page 1 of 3)

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

LIÇÃO 22 – O PODER DO NÃO CONHECIMENTO DO AMANHÃ

Eu fiquei pensando nesses dias se lá em Março de 2020 fôssemos informados de que nos próximos 6 meses ficaríamos em isolamento social. Na minha opinião isso teria causado um caos imediato. Muita gente entraria em desespero. Se passaram 6 meses e nem sabemos quantos meses ainda teremos pela frente para enfrentar o semi-isolamento. A grande maioria de nós foi enfrentando dia a dia, o isolamento se tornou rotina e com isso uma lição foi aprendida: a falta do conhecimento do amanhã em alguns casos é benéfica. Acho que é exatamente por isso que Jesus Cristo declarou: “Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará suas próprias inquietações. Bastam para hoje os problemas deste dia”(Mateus 6:22-23,34). Viva um dia por vez. Isso é o suficiente e o bastante para nós.

3+

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

LIÇÃO 21 – O VALOR DE UMA JANELA

Aprendi durante a pandemia que uma janela é muito mais importante do que se pode imaginar. Por ela várias e várias vezes eu tive contato com o mundo exterior, principalmente nos dias de isolamento mais intenso, quando saí de casa uma vez por semana apenas. De vez em quando eu ia até a janela só para ter uma outra visão que não fosse a do meu apartamento. Janelas podem simbolizar perspectivas novas. E como precisamos delas nesses tempos de mudança. Precisamos olhar pelas janelas de novas oportunidades, novos sonhos, novos projetos. Precisamos abrir a mente para enxergar um mundo novo que se apresenta a nós. Abrir a janela da mente e do coração pode significar enxergar o mundo e as pessoas de outro modo. E isso é necessário para todo mundo. “Seus olhos são como uma lâmpada que ilumina todo o corpo. Quando os olhos são bons, todo o corpo se enche de luz. Mas, quando os olhos são maus, o corpo se enche de escuridão. E, se a luz que há em vocês é, na verdade, escuridão, como é profunda essa escuridão!”(Mateus 6:22-23)

4+

Semana da MARATONA DE SP (Virtual)

Olá pessoal! Hoje, 29/09/2020, começa a semana da MARATONA DE SP (VIRTUAL). No próximo domingo, dia 04/10/2020 correrei os famosos 42,195 km. Devido a pandemia a MARATONA DE SP será realizada em plataforma digital, mas o esforço de cada atleta será o mesmo.

Resolvi compartilhar a experiência da semana da maratona com você. Toda preparação nessa SEMANA DE POLIMENTO onde os treinos são leves e a alimentação e hidratação deverão receber especial atenção.

Venha comigo e vamos viver juntos essa experiência incrível de mais uma maratona!

=============================================================

Dia 7 – DOMINGO – MARATONA INTERNACIONAL DE SÃO PAULO – VIRTUAL

Consegui! Mais 42km…
Consegui meu primeiro Sub4

=============================================================

Dia 6 – SÁBADO – DESCANSO

Dia de descanso. Todo o equipamento preparado. A hora está chegando!

Tenis Asics Tartherzeal 6

Equipamentos – Bermuda, shorts e colete de hidratação
Equipamentos

=============================================================

Dia 5 – SEXTA-FEIRA – DESCANSO

Dia de descanso. Início de alimentação mais intensa com carboidratos.

=============================================================

Dia 4 – QUINTA-FEIRA – TREINO DE 06KM

Calor insuportável em São Paulo. O treino foi no final da tarde, clima seco e quente. Se continuar assim terei que sair no domingo bem de madrugada para correr, senão corro o risco de sabotar a prova por causa do calor.

Hidratação do dia foi bem caprichada, creio que passei dos 3,5 litros. Ainda assim é pouco se pensar no quanto está quente. Não consegui fazer repouso, fiquei muito tempo sentado mas sem conseguir relaxar as pernas. Faltam poucos dias. Ansiedade aumenta cada vez mais…

Ritmo de prova, tentando manter a frequência cardíaca na Z3

=============================================================

Dia 3 – QUARTA-FEIRA – TREINO DE 10KM

Treino de hoje foi tranquilo, apesar do calor que o tornou cansativo. Rotina do dia contou com alimentação leve, muita hidratação, tentativa de descanso das pernas frustrado, pois acabei ficando muito tempo em pé. Mas, em resumo, dia de treino normal.

Treino tranquilo, um pouco acima do ritmo de prova

=============================================================

Dia 2 – TERÇA-FEIRA – DESCANSO

Hoje foi um dia de descanso. Hidratação por volta de 3,5 litros. Refeições leves, pouco carboidrato. Revisei o percurso e comecei a mentaliza-lo, destacando subidas, descidas, enfim, fiz todo o trajeto mentalmente. Amanhã terei treino de 10 km. Preparado para o acordar bem cedo e treinar.

=============================================================

Dia 1 – SEGUNDA-FEIRA – 8KM

Treino do dia: 8KM em ritmo confortável. Trajeto plano, volta completa no entorno do Campo de Marte, passando em frente ao Sambódromo e Anhembi, percorrendo toda a extensão da Avenida BRAZ LEME no sentido centro-bairro. Sem paradas.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 72FE9F62-C8DA-472A-BCD7-8018D9AA08C7.jpeg
8km a 5:43 / km

Treino em jejum realizado às 6:30 horas da manhã. Ritmo tranquilo, 5:43 min/km. Clima ajudou, tempo encoberto, temperatura de 24 graus. Nesse treino utilizei os seguintes equipamentos:

  • Relógio Garmin FENIX 5X
  • Óculos GOODR
  • Fone TRANYA
  • Cinta porta treco FLIPBELT
  • Máscara BLACKBIRD
  • Pulseira de identificação SELF ID
  • Álcool gel
  • Tênis SKECHERS SPEED ELITE HYPER
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 633D68C5-74FD-4D47-99D7-3308D15006F0-1024x484.jpeg
Equipamento utilizado hoje no treino
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é D306EB6B-20AF-4071-BFE3-3DFDE9709BE3-1024x484.jpeg
Tênis Skechers Speed Elite Hyper com placa de carbono

Após o treino o café da manhã foi LOWCARB:

  • Café preto com algumas gotas de adoçante
  • Duas fatias de bacon + 2 ovos fritos
Café da manhã: ovos, bacon e café preto

A alimentação do dia será com ingestão baixa de carboidratos. A hidratação do dia será por volta de 3 litros de água.

DETALHES DO TREINO

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é AE52BC44-EC96-4DB7-ABE0-0E893AA32A27-1024x826.jpeg
Trajeto com principais informações do treino
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 91D9FD0D-1A51-4FFB-8B04-E72415FF7181-983x1024.jpeg
ritmo, frequência cardíaca, desempenho e cadência

=============================================================

1+

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

LIÇÃO 20 – MESMO LUGAR, ATIVIDADES DIFERENTES

Aprendi durante a pandemia que um apartamento pode se transformar em escritório, pista de corrida, estúdio de gravação, sala de cinema, sala de reuniões, e por aí vai… Escrevo isso sobre meu apartamento. Antes da pandemia era apenas um apartamento. Depois da pandemia se transformou em tudo isso que escrevi. Cheguei a correr 10km dentro do apartamento, da sala para a cozinha… Foram 200 vezes o mesmo trajeto… Estou certo de que depois da pandemia aprenderemos a utilizar melhor nossos espaços e ter a visão da diversidade das construções. E com isso, vamos quebrar paradigmas do tipo: “aqui fazemos apenas isso.” O “apenas” de antes da pandemia se transformará no “também” e com isso vamos utilizar com muito mais sabedoria todos os espaços. “Jesus respondeu: “Creia em mim, mulher, está chegando a hora em que já não importará se você adora o Pai neste monte ou em Jerusalém” (João 4:21).

1+

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

Aprendi durante a pandemia que muitas pessoas precisarão se reorientar se quiserem viver bem nesse tempo e no futuro que está sendo construído e concebido. E, quando penso em reorientação, me vem à mente aquele processo aprender, tentar, construir, analisar e realizar de forma diferente. Gosto da palavra reorientação porque ela me deixa diante de perspectivas e não “caixinhas fechadas.” A orientação é muito mais um “siga naquela direção” do que “faça exatamente o que eu digo.” Creio que ninguém sabe exatamente o que acontecerá. Sabemos um pouco da direção que está sendo sinalizada, então nos orientarmos é o bastante nesse momento. Sejamos sábios nesse processo e abertos ao aprendizado de tempos novos! “Eu sei, Senhor, que não está nas mãos do homem o seu futuro; não compete ao homem dirigir os seus passos” (Jeremias 10:23).

1+

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

Quando vivemos uma situação difícil como essa promovida pela pandemia nossa mente costuma ficar acelerada e pensamos em várias coisas, muitas delas ao mesmo tempo. Ás vezes nem conseguimos dormir de tanto que nossos pensamentos estão acelerados. Pensar é excelente. Mas pensar demais, e em uma única coisa, pode ser um tormento. Imagine uma pessoa que acorda e vai dormir pensando no mesmo problema? Ou aquela que tenta achar explicações quando estas não existem? Há momentos em que precisamos acalmar nossa mente e simplesmente confiar em Deus. São momentos em que a paz nos ajudará a lidar com pensamentos difíceis e nos colocará em uma situação de calma e descanso. Aprendi que em alguns momentos precisamos muito mais de paz do que ideias. Muito mais de confiança do que busca de soluções. “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus” (Filipenses 4:7).

0

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

Conheci um pequeno empresário que havia começado seu negócio poucos dias antes do isolamento social imposto pela pandemia. Ele investiu todas as suas reservas financeiras em um negócio que antes da pandemia tinha tudo para dar certo, mas, com a pandemia, se tornou totalmente inviável. Depois de meses fechado acabou optando por perder o investimento feito, devolver o imóvel e agora aguardar pelos próximos meses e os desdobramentos que o isolamento trouxe. Como uma pessoa assim se sente? Se você responder “fracassado” está certo. Foi exatamente isso que ele me disse acerca de seus sentimentos. E, esse foi o tema de uma conversa longa que chegou à seguinte conclusão – por parte dele: fracasso é quando eu tenho culpa porque não me esforcei, planejei mal ou administrei de forma equivocada meu negócio. Quando eu me esforcei, planejei adequadamente e administrei bem até quando podia, então não é fracasso mas sim fatalidade. Ninguém podia prever uma pandemia em seu planejamento. Ninguém tinha informações sobre a chegada do COVID. Então, não podemos falar em termos de fracasso e sim de fatalidade. E para fatalidades não há preparo prévio. “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” (João 16:33)

0

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

Culpa. Aprendi que esse é um sentimento muito comum durante a pandemia. Ou nos sentimos culpados, ou procuramos por um culpado. A culpa é praticamente um alívio, pois quando encontramos um culpado – ainda que sejamos nós mesmos – damos uma explicação àquilo que nos inquieta. A frase “a culpa é do fulano…” parece tirar um peso de nossos ombros. Mas, tal alívio pode ser uma grande ilusão. Ele em vez de tirar um peso de nossos ombros pode na verdade se transformar em peso extra para nós ou peso para os outros. O melhor mesmo é ter a coragem de admitir que para determinadas situações não há culpados mas sim envolvidos. A culpa pela morte, pelo vírus, pelo desemprego e por outros temas envolvidos com a pandemia não vai resolver e nem aliviar o peso da situação dura que todos enfrentamos. Estamos envolvidos com algo que foge aos padrões e portanto não constrói culpados mas sim envolvidos. O sofrimento por si já é o bastante, a culpa só será um acréscimo à dor. “Agora, portanto, já não há nenhuma condenação para os que estão em Cristo Jesus” (Romanos 8:1).

3+

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

LIÇÃO 15 – QUANDO O ASSUNTO NÃO É PANDEMIA

Durante a pandemia ouvi muitas discussões e assisti a muitos debates. Em geral eles começavam com o assunto “COVID” mas daqui a pouco iam sendo substituídos por outros temas como política, economia, interesses de terceiros e por aí vai. Muitos debatedores na realidade queriam falar sobre outros assuntos e usaram a pandemia apenas como pretexto. Aprendi que nem sempre o assunto é pandemia e às vezes o especialista em infectologia quer na verdade debater outro tema. Em tempos de pandemia se fala sobre muitos outros assuntos. Mas, que ao debatê-los, não se use a pandemia – e muito menos seus mortos – como pretexto ou introdução para assuntos que se comparados a COVID são picuinhas que nem deveriam estar na agenda. “Ser sábio é mais importante do que ser forte; o conhecimento é mais importante do que a força” (Provérbios 24:5).

2+

LIÇÕES QUE EU APRENDI COM A PANDEMIA

(Por Guilherme Gimenez)

LIÇÃO 14 – O QUE DE FATO É IMPORTANTE?

Ouvi de alguém que faz parte do grupo de risco e teve que desmarcar a tão sonhada viagem de celebração de bodas de ouro. Voo cancelado. Passeios cancelados. Hotel cancelado. Aluguel de carro cancelado. E jantar no melhor restaurante da cidade cancelado. Sabe como foi a comemoração? Em casa. Sozinhos. Sem muita pompa. Apenas um e outro. O mais importante foi alcançado: os dois juntos. Eles estariam juntos em outro local, mas também estavam juntos em casa. Eles gastariam muito para estarem juntos em outra condição, mas gastaram bem pouquinho para estarem juntos em uma já conhecida condição. A COVID tem nos ensinado que aquilo que é de fato importante pode ser alcançado com mais facilidade. Sim, o que de fato importa às vezes está simplesmente do nosso lado. “Pois a vida é mais importante do que a comida, e o corpo é mais importante do que as roupas”(Lucas 12:23)

4+
« Older posts